Mosaic Fertilizantes garante manutenção de empregos em Sergipe

Atendendo a solicitação do Governo do Estado, a Mozaic, grupo empresarial canadense da área de fertilizantes, participou de reunião na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), nessa quarta-feira, 29, a fim de atualizar o secretário José Augusto Carvalho e equipe sobre o processo de aquisição da Usina Taquari Vassouras, em Rosário do Catete. Desde janeiro último, a empresa assumiu o controle da mina e vem garantindo a continuidade operacional da exploração de potássio e, consequentemente, a manutenção de postos de trabalho em Sergipe.

Na ocasião o vice-presidente sênior do grupo, Rick McLellan destacou a dinâmica do grupo em acompanhar de perto a operação das minas que administra em várias partes do mundo, como na Flórida, Louisiana, Peru e Arábia Saudita, além do Brasil. “A cada seis meses visitamos as unidades para observar o funcionamento e a operação delas, além de mantermos contato com representantes do governo de cada localidade”, disse ao destacar que em Sergipe vem observando uma evolução positiva da sua operação. “Isso graças ao apoio do Governo do Estado e vislumbramos um ano de 2019 ainda mais promissor”, afirmou.

Com cerca de 600 postos de trabalho ativos na unidade sergipana, a meta do grupo é garantir o nível de produção e o número de empregos. “Estamos trabalhando para desenvolver tecnologias que tornem a usina de Sergipe tão competitiva internacionalmente quanto as demais, do Canadá”, destacou Arthur Liacre, vice-presidente de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade da Mosaic.

De acordo com o secretário José Augusto, no que depender do Governo do Estado, o grupo Mosaic não vai se deparar em Sergipe com a limitação de insumos, nem indisponibilidade de rodovias que viabilizem o acesso ao Porto e a mercados consumidores. “Mantemos contato mensalmente com a equipe da VLI, responsável por administrar o Porto de Sergipe, e a área comercial tem demonstrado interesse em ajudar no que for necessário. O gás natural também não será um limitador para novos investimentos em Sergipe. Estamos trabalhando com a perspectiva de oferta abundante do insumo, considerando o início de produção em 2022 de novos poços da Petrobras no litoral de Sergipe”, ressaltou.

O secretário cobrou ainda uma posição quanto à exploração do potássio de outras minas de carnalita e silvinita, tendo a Mosaic informado que os estudos estão em andamento e que no médio prazo poderão vir a implantar essa nova operação. Foram ainda agendadas reuniões técnicas para as próximas semanas, visando o detalhamento de questões tributárias e quanto ao suprimento de gás.

Participaram da reunião na Sedetec, além Rick McLellan e Arthur Liacre, o diretor de Performance Social da Mosaic, Paulo Eduardo Batista e Jalmiro Lazarini, gerente industrial da usina Taquari, os assessores do Governo de Sergipe, Ricardo Lacerda e Oliveira Júnior, representantes da Secretaria de Estado da Fazenda e o diretor-presidente da Sergás, Eugênio Dezen, acompanhado dos demais diretores da empresa.

Sobre a empresa

A Mosaic é uma das maiores empresas do mundo em produção e comercialização de fosfato e potássio combinados, tendo como objetivo transformar de forma harmoniosa e responsável as riquezas do solo em desenvolvimento sustentável. No Brasil atua na produção, importação, comercialização e distribuição de fertilizantes para aplicação em diversas culturas agrícolas, além do desenvolvimento de produtos para nutrição animal e comercialização de produtos industriais.

Com sede nacional em São Paulo (SP), a Mosaic Fertilizantes tem unidades próprias e contratadas em diferentes estados brasileiros e no Paraguai. Possui ainda seis minas de fosfato e uma de potássio no Brasil. A empresa conta também com cerca de oito mil funcionários próprios e atende mais de 5.500 clientes. Em Sergipe atua desde janeiro último quando assumiu os ativos da usina Taquari Vassouras, no município de Rosário do Catete.