Meta da Codise em 2017 é trazer 50 novas empresas para Sergipe e gerar três mil empregos

reuniaoplanejamento-2017-018Atrair 50 novas empresas para investir em Sergipe no próximo ano e proporcionar a geração de três mil novos empregos diretos, através do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI). Essa é a meta da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) apresentada na manhã desta quinta-feira, 15, pelo diretor-presidente Rosman Pereira, durante exposição do Planejamento Estratégico 2017.

Na reunião com servidores, realizada no auditório da Codise, Rosman colocou outras metas para o próximo ano. Dentre elas colocar em funcionamento o sistema único de informações da companhia, reduzir a inadimplência em 10%, recuperar 30% dos débitos em permissão de uso e venda de imóveis, e retomar 40 áreas que não estão sendo utilizadas pelas empresas beneficiadas.

reuniaoplanejamento-2017-026Destacou ainda como meta para 2017 a realização de investimento e melhorias nas áreas industriais do Distrito de Lagarto e Simão Dias; aquisição de área em São Cristovão para Núcleo Industrial; e implantação do Distrito em Divina Pastora.

Como plano de ação para atrair 50 novas empresas e gerar três mil empregos, o diretor-presidente da Codise destacou a participação de feiras e eventos industriais; organização de workshops para divulgação dos incentivos às prefeituras e empresários; elaboração de material didático sobre o PSDI para empresários do estado e do país; e apresentação de propostas para fomentação de novas indústrias, comparando-as com os incentivos de outros estados.

reuniaoplanejamento-2017-027Citou ainda como plano de ação para reduzir a inadimplência: intensificar e realizar visitas rotineiras as empresas já instaladas no estado; melhorar o controle e aumentar as cobranças; e adotar as medidas jurídicas contra as empresas com débito. Já para retomar as 40 áreas que não estão sendo utilizadas pelas empresas beneficiadas estabeleceu como plano de ação fazer levantamento e visitas; melhorar o controle de acompanhamento das empresas; e adotar medidas jurídicas contra as que estão irregulares.

Ao final da apresentação do Plano Estratégico 2017, Rosman destacou que haverá investimento na capacitação dos servidores e que todo o planejamento para o próximo ano visa o melhor cumprimento da missão da Codise, que é fomentar a geração de negócios objetivando o desenvolvimento sócio-econômico do Estado e, consequentemente, a geração de emprego e renda nesse momento de crise econômica que assola o país. Pediu o empenho dos funcionários, destacando que o sucesso da Codise será de todos.